Dicas e Agruras de um Cliente Net


Primeiro as dicas:
As agruras. Hoje liguei pra Net de novo porque um dos 3 pontos de TV a cabo aqui de casa deixou de funcionar. Pra mim, essas ligações são uma versão nova do Telecurso da Globo. Já estou praticamente treinado pra ser um técnico operador de decodificadores, cabos coaxiais e afins. Os “instrutores” da central de atendimento até que são bem cordiais: ‘Agora o senhor vai estar religando o aparelho. O senhor vai agora estar retirando o smartcard. Por gentileza um instante que eu vou estar enviando o sinal.’

Pois é, hoje eu estive ligando pra reclamar que o técnico não tinha vindo ontem à tarde como estava agendado e o problema estava persistindo. A Jessica disse que houve um contratempo e que ia estar agendando pra amanhã de manhã outra visita. Paciência... Pior foi 3 semanas atrás quando instalaram a Net digital lá em casa. Foi uma categórica demonstração de desorganização e incompetência.

Day one: pela manhã, o Eduardo (técnico) veio e trocou os 3 decodificadores de sinal, mas não passou os IDs dos novos aparelhos pra dar “baixa na OS”. Cheguei em casa e só funcionavam os canais Sportv. :^(
Liguei pra central de atendimento. Com a orientação do Nelson, tentamos de tudo. Tira o smartcard, coloca de novo, envia sinal pra sincronizar, muda de canal, vai no menu, soletra o ID do smartcard, soletra o ID do decodificador, repete tudo nos outros dois decodificadores. Volta e meia ele pedia pra aguardar pois ia estar perguntando algo pra “equipe de apoio”. Depois de umas 2 horas ao telefone, o Nelson avisa que ia estar contactando a assistência aqui em Brasília e também ia estar solicitando a tal baixa da OS, algo que demoraria até as 18h do dia seguinte! O técnico da Net apareceu lá em casa por volta de 10 da noite. Ele ligou pra “COP”, repassou novamente os IDs pra ser feita a baixa. Fui dormir.

Day two: um dos três decodificadores amanheceu com todos os canais funcionando. Algum progresso! Quando deu 18:30 (o prazo era até 18h), liguei pra central de atendimento. A Luciléia e eu tentamos os procedimentos normais de envia sinal, verifica cartão, confere ID. La pelas 19:20, ela pediu um instante dizendo que ia estar fazendo o agendamento de uma visita técnica. Quando ela retornou e disse que ia estar fazendo um encaixe para atendimento daqui a 4 dias, eu chiei! Pedi desculpa porque sabia que não era culpa dela, mas que a empresa estava mostrando uma incompetência generalizada. O serviço lá em casa tinha iniciado no dia anterior e estava, portanto, com 32 horas de atraso.
Como que a Net ia estar agendando uma visita pra 4 dias depois?! Além do mais, porque um técnico ia estar precisando ir a minha casa apenas para estar ditando os IDs pelo telefone? Por que eu mesmo não podia estar fazendo issso? Ela respondeu ‘Sei que é exaustante (!) para o senhor, mas aguarde por gentileza que vou estar verificando se consigo um encaixe mais cedo.’ Por fim a visita ficou marcada pra 2 dias depois. Eu ia ter que estar assistindo a final da Copa America pelo SporTV. Ninguém merece! Aí liguei pro celular do Eduardo (o técnico). Ele anotou os IDs e disse que ia estar ligando novamente pro “COP” pra estar solicitando a baixa da OS. Desta vez, um filho de Deus lá digitou os número corretamente! Em 5 minutos um ponto voltou a funcionar com todos os canais. Mais uns 2 minutos e o outro também funcionou. Ao final, descobri que fazer a tal baixa da OS era apenas digitar os IDs dos decodificadores no sistema deles pra que fossem desbloqueados. Mas para o atendimento da Net parecia mais difícil que construir uma ponte.

Por falar no atendimento Net, não entendo por que pedem pra eu estar digitando o código do assinante (ou CPF) sempre que ligo. Depois de estar esperando por muitos minutos, a pessoa que atende sempre, sempre pede o código de novo. Aliás, o tempo de espera tem aumentado muito. Será que a Net contratou a mesma empresa que faz o help-desk da TAM?

Aqui em casa, depois da janta quando a esposa pergunta ‘O que vamos fazer hoje?’ e eu respondo ‘Hmm. Hoje tenho que ligar pra Net’. Ela já sabe que ainda estarei falando ao telefone no momento que ela estiver dizendo boa noite.’

O slogan da Net devia ser corrigido para: O Mundo (de trabalho que dá) é dos NETs.